Saturday, April 18, 2009

O Cachorro Ideal

Não há nada mais jeca do que adular um político. Depois de brasileiros, bolivianos e venezuelanos se iludirem com seus líderes populistas agora são os americanos que entraram para o clubinho com a eleição de Barack Obama. Obama, como foi dito em uma propaganda de Joh McCain é o “messias” cujos dons divinos irão restaurar a ordem nos EUA. O salvador Obama é o sintoma mais agudo da degradação ianque. Obama foi eleito mais pelo ódio que Bush despertava do que por suas qualidades pessoais. É, portanto, mais um fardo que ex-presidente texano deixará para a humanidade.

Tempos atrás me peguei contando quantos textos levavam em seu título o nome Obama nas páginas de Zero Hora dominical. Foram seis. Obama se tornou artigo de colecionador. Virou boneco de brinquedo, imã de geladeira e máscara de carnaval. Celebridades cafonas já lhe dedicaram músicas. Em breve alguma escola de samba também o fará tema de seu desfile. Obama diminuiu os EUA, criando uma legião de seguidores psicóticos e seqüestrando a intelectualidade com seu sorriso largo e sua ginga de político marajá. A falta de conteúdo de Obama levou todos a buscarem informações somente sobre sua vida de estrela pop de segunda.

A compra do cachorro de Obama se tornou a noticia mais importante envolvendo o presidente americano desde sua posse. Ninguém esta interessado nas gatunagens envolvendo os secretários que ele nomeou para governo. Ninguém esta interessado nas gatunagens envolvendo seus doadores de campanha. Ninguém esta interessado nas gatunagens que permitiram o registro de sua candidatura.

De acordo com uma pesquisa do American Kennel Club o cachorro ideal para a família Obama teria de ser de “uma raça sociável com as” crianças, se comportar como um bom companheiro de viagem a bordo do avião presidencial Air Force One, ter um nível de energia moderado e um temperamento estável para "se adaptar a uma ampla variedade de visitantes, desde chefes de Estado a membros da imprensa". A enquete do American Kennel Club contou com a participação de 42 mil pessoas e o cachorro escolhido como "ideal" para a família Obama seria um poodle. Ao contrário dos 42 mil, eu escolho o jornalismo americano como cão ideal.

A mídia americana é o cachorro de Obama. Vive o lambendo. Vive sacudido o rabo. Assim como o cachorro ideal a mídia revelou-se uma raça sociável, sempre acompanhando Obama em suas viagens e com nível de energia beirando a letargia. É inofensiva e totalmente previsível. Os veículos jornalísticos dos EUA fizeram à cobertura mais porca de uma eleição americana em todos os tempos. A mídia americana se abrasileirou, revelando um lado adesista que nunca tinha sido manifestado de maneira tão escancarada. Os crimes envolvendo Obama foram devidamente sonegados ao público. Suas ligações com fundamentalistas racistas foram sutilmente deixadas em segundo plano. Sua origem muçulmana foi tratada como conspiração ultra-direitista. A média de noticias favoráveis a Obama nos jornais de grande circulação dos EUA chegou, durante a campanha eleitoral, a 75%. Alguém coloque uma coleira no New York Times. Alguém coloque uma focinheira na MSNBC News. Alguém dê um osso a CNN.

Obama recém começou seu governo. Suas primeiras medidas já fracassaram. O plano econômico empacou no congresso e o mercado não deu a menor pelota, continuando seu vôo rumo ao fundo do poço. A atuação do novo governo no conflito entre Hamas e Israel não passou de alguns telefonemas. Em um mês a popularidade do presidente americano caiu 9%. Daqui a longínquos quatro anos quem sabe a sociedade americana já tenha se livrado de Obama e seus seguidores. Quando isso ocorrer só restará limpar o tapete da sala, sujo pelo cachorro.

Por Guilherme Macalossi

Artigo publicado no Jornal Informante em 10 de Abril de 2009

6 comments:

Anonymous said...

"A história soviética


15 de fevereiro de 2009
Do Observatório de Inteligência

Trabalho digno de registro histórico, a série de vídeos que se segue é, de acordo com o email recebido por esta redação, "um filme que foi feito na Europa pela UNION for EUROPE of the NATIONS, um conjunto de grupos que se opõem à União Europeia, porque entende que ela é a precursora do Estado Mundial único, internacional/socialista, da Nova Ordem Mundial.

O filme explica muito bem porque quando da queda da União Soviética Gorbatchov, Yeltsin e outros que conduziram o processo chamavam de "fascistas, nazistas" aos linha-dura que queriam manter o regime comunista.

É muito significativo que os intelectuais de esquerda difundam a ideia que a UNION for EUROPE of the NATIONS é um agrupamento de extrema Direita, como se fosse possivel dizer isso de um grupo que investe num filme que demonstra claramente que Comunismo e Nazismo são exatamente a mesma coisa."

Brasil acima de tudo parabeniza o autor pelo excelente trabalho!"



Fonte:

http://brasilacimadetudo.lpchat.com/index.php?option=com_content&task=view&id=6115&Itemid=140


Ps:O vídeo-documentário referido acima chama-se " A HISTÓRIA SOVIÉTICA " ou " THE SOVIET STORY ",disponível via internet,com legendas em português!!!

INDISPENSÁVEL A TODOS QUANTO DESEJAM SABER E ENTENDER O QUE FOI A MAIOR E MAIS TERRÍVEL CARNIFICINA (PRODUZIDA PELA ESQUERDA) ENVOLVENDO VÍTIMAS INOCENTES!!!

CONHEÇAM O LEGADO MACABRO DA ESQUERDA!!!

Para saber mais acerca dos genocídios produzidos pela Esquerda,acesse:

http://realidadesocialista.blogspot.com/



KIRK

Anonymous said...

Bonjour, www.guilhermemacalossi.blogspot.com!
[url=http://cialismaro.pun.pl/ ]Acheter du cialis online[/url] [url=http://viagraline.pun.pl/ ]Acheter du viagra en ligne[/url] [url=http://cialistina.pun.pl/ ]Acheter cialis en ligne[/url] [url=http://viagradysi.pun.pl/ ] viagra [/url] [url=http://cialisorto.pun.pl/ ]Acheter cialis [/url] [url=http://viagrakewa.pun.pl/ ]Achat viagra en ligne[/url]

Anonymous said...

Parabéns pelos teus blogs. Tomei conhecimento hoje através de um link, sem querer. Sou de Bento Gonçalves e há muito tempo compartilho de idéias semelhantes. Não sabia que em Caxias já havia um movimento organizado para combater essas esquerdas e tentar fazer o povogado pensar. Parabéns

Anonymous said...

Caro Guilherme Macalossi,veja essa EXCELENTE notícia referente ao maravilhoso canal FOX NEWS:

"Sexta-feira, Dezembro 04, 2009

REVENDO MATÉRIAS - REVIEWING NEWS REPORT


Saiu na Veja.
A nova guerra de Obama
17/10/2009 10:38

A sincronia dos acontecimentos não deixa margem à dúvida. Primeiro, o presidente Barack Obama aplicou um castigo no inimigo. Depois, tentou amansá-lo, mandando um assessor com uma conversa de lábios de mel. Também não deu certo. Aí, na semana passada, abriram-se as baterias contra o inimigo - o inimigo, no caso, é a Fox News, o canal de notícia mais popular da TV a cabo dos Estados Unidos.


O primeiro torpedo veio numa entrevista coletiva na Casa Branca, quando o porta-voz do governo, Robert Gibbs, disse que já viu muitas reportagens na Fox que "não são verdadeiras". Em seguida, despejando chumbo mais grosso, veio o segundo torpedo. Em entrevista à CNN, concorrente direta da inimiga, a chefe da assessoria de imprensa da Casa Branca, Anita Dunn, acusou a emissora de ser um "braço do Partido Republicano" e anunciou que o governo vai tratá-la do "mesmo jeito que trata um oposicionista". Foi como uma declaração oficial de guerra. Tudo porque a Fox News critica, denuncia e azucrina o governo de Obama dia após dia. Das grandes redes, é a única emissora da televisão americana que faz o que toda a imprensa deveria estar fazendo: fiscalizar o governo.


O troco veio na forma amarga do ridículo. Diante do chilique da Casa Branca, o apresentador Glenn Beck, 45 anos, humorista nato, dono da audiência que mais cresce no país, deitou e rolou. Na segunda-feira, abriu seu programa na Fox com um mapa de Nova York sobre a mesa, marcou o local onde fica o edifício da emissora, cercou-o com aviões e tanques militares de plástico e esbravejou: "Este é o inimigo, América! Tudo que está errado no país acontece bem aqui!".


No dia seguinte, instalou no estúdio um telefone vermelho para a Casa Branca ligar quando ouvir uma informação mentirosa. Desde então, com humor impagável, ele vive sussurrando ao telespectador: "Anita Dunn ainda não ligou..." E mostrou um vídeo em que Anita Dunn exibe toda a coerência de seu pensamento - ela é fã, em igual medida e intensidade, de Madre Tereza de Calcutá e Mao Tsé-Tung."

Íntegra,aqui:

http://alingua.blogspot.com/2009/12/revendo-materias-reviewing-news-report.html


Grato,caro Guilherme Macalossi!!!


KIRK

Anonymous said...

http://site.ru - [url=http://site.ru]site[/url] site
site

Yara Cabocla said...

A vcs brancos descontentes... é fácil.. cai fora do Brasil e volta de onde vieram...

quem quizer ficar no Brasil... que respeite os nativos.. ou vai levar flechada na bunda..